Conhece o programa do nosso

Webinar

Sábado
14 de maio

THE MORE YOU LEARN • THE MORE YOU EARN

Conteúdo do acordeão

Sessão Plenária

Sabias que Portugal é um dos países europeus com maior desigualdade na distribuição de rendimento e com taxas mais elevadas de risco de pobreza monetária? E que o dispêndio monetário na alimentação constitui uma parte significativa dos gastos totais dos rendimentos familiares?

Esta situação acarreta graves consequências no acesso e consumo adequados de alimentos, por parte de várias famílias portuguesas, que geralmente são mais numerosas, com um menor nível de educação e em situação de desemprego. Estas famílias apresentam uma maior prevalência de insegurança alimentar, que leva a um maior risco de malnutrição e outras patologias. 

Nesta sessão plenária terás a oportunidade de ver discutido este tema que afeta tantas famílias portuguesas e perceber qual deverá ser a posição do nutricionista face a este tipo de situações!

Moderador: Prof.ª Dr.ª Conceição Calhau

Oradora: Prof.ª Dr.ª Alexandra Bento

 

Moderadora: Prof. Doutora Mónica Sousa

Suplementação no Futebol Masculino
Dr. César Leão

Ciclo Menstrual, Nutrição e Performance Desportiva
Dr.ª Rita Giro

Imunosupressão em atletas de competição
Prof.ª Doutora Cristina Monteiro

A nutrição desempenha um papel preponderante na saúde e na performance desportiva. Com esta mesa redonda, pretendemos abordar alguns dos temas mais pertinentes da nutrição no desporto, como é o caso da aplicação de suplementação em desportos coletivos, particularmente no caso do futebol masculino.

Mas queremos ir mais além: será que conheces o impacto da fase do ciclo menstrual na performance desportiva? E como é que a nutrição poderá ser uma aliada para as atletas femininas?

Por fim, a resposta imunitária em atletas de alta competição, traz desafios acrescidos. Será que existem estratégias para minimizar ou até mesmo contornar este efeito?

ALMOÇO

Conteúdo do acordeão

Keynote

Os distúrbios alimentares afetam cada vez mais pessoas, sendo a população atleta particularmente afetada. Como nutricionistas, é cada vez mais frequente ouvirmos falar sobre distúrbios alimentares, mas será que estamos preparados para a realidade clínica? Como devemos intervir perante estes casos?

Nesta keynote, a Professor Jorunn Sundogt-Borgen, investigadora na área particular do comportamento alimentar em atletas, irá expor a evidência científica mais atual relacionada ao tema, bem como a sua própria experiência profissional. Se tens interesse pela área do desporto e do comportamento alimentar, esta é uma keynote a não perder.

 

 

Moderadora: Prof.ª Doutora Mónica Sousa

Oradora: Prof. ª Jorunn Sundot-Borgen

Mesa Redonda

A nutrição comportamental é uma abordagem científica inovadora, considerando aspetos fisiológicos, sociais e emocionais da alimentação. O papel da nutrição tem particular importância no contexto do Comportamento Alimentar e da relação com a comida.

Desta forma, é importante a consciencialização de todos os profissionais de saúde envolvidos em equipas multidisciplinares preparadas para intervir nestas situações. 

Como podemos promover uma imagem corporal positiva enquanto profissionais de saúde? Será a alimentação intuitiva uma estratégia a considerar? Qual a relevância de uma equipa multidisciplinar na intervenção em distúrbios alimentares?

São questões que surgem e que poderás ver respondidas nesta mesa redonda repleta de diferentes perspetivas, onde este tema é explorado de forma inovadora!

 

Moderador: Professor Doutor Jaime Grácio

 Como promover uma imagem corporal positiva?
Dr.ª Rute Sousa

Alimentação Intuitiva
Dr.ª Margarida Beja

A importância da Multidisciplinariedade na intervenção em doenças do comportamento alimentar
Dr.ª Ana Margarida Fraga

Sessão Plenária

A microbiota tem sido alvo de investigação nos últimos anos, sendo cada vez mais conhecido o seu papel a nível de várias patologias. De facto, a disbiose está presente em várias doenças crónicas, como é o caso da diabetes e obesidade, o que torna o transplante fecal uma possível intervenção com resultados promissores.

Além do seu impacto nas doenças crónicas, também se tem estudado o efeito do transplante fecal na eliminação de bactérias multirresistentes, como é o caso do C. difficile, tendo sido obtidos resultados que demonstram a sua eficácia. 

Assim, torna-se cada vez mais importante estudar o Transplante Fecal como uma possível abordagem de futuro em diversas patologias.

 

Moderadora: Prof.ª Doutora Cláudia Marques

Oradora: Dr.ª Liliana Dinis

DOMINGO
15 de maio

A NEW OPPORTUNITY TO IMPROVE

Conteúdo do acordeão

Keynote

Moderadora: Prof.ª Doutora Conceição Calhau

Oradora: Prof.ª Doutora Gabriela Ribeiro

Mesa Redonda

Moderador: Prof. Doutor Luís Pereira da Silva

Papel da Microbiota na Gestação
Dr.ª Juliana Morais

Nutrição e Ciclo Circadiano
Prof.ª Doutora Elisa Keating

Síndromes Geriátricos e Nutrição
Prof.ª Doutora Cláudia Afonso

ALMOÇO

Conteúdo do acordeão

 

Keynote

De acordo com a Orphanet, na Europa, 1 em cada 2000 pessoas tem uma doença hereditária do metabolismo. Felizmente, hoje em dia, realiza-se o rastreio sistemático de 24 doenças hereditárias do metabolismo, integrado no Plano Nacional para o Diagnóstico Precoce. 

Mas não basta apenas diagnosticá-las, é necessário também saber atuar corretamente   perante um doente com estas patologias. Nesta Keynote terás a oportunidade de aprender a intervir nutricionalmente em doenças hereditárias do metabolismo com uma referência a nível Mundial nesta área!

 

Moderador: Prof. Doutor Júlio César

Orador: Professora Anita MacDonald

Mesa Redonda

Quem disse que a nutrição só podia atuar na prevenção da doença e promoção da saúde?
Reunimos uma mesa redonda com 3 temas distintos em que a intervenção nutricional é chave no tratamento e gestão da doença.

No cancro, sabemos que ocorrem várias alterações metabólicas que culminam em perda de massa muscular, perda de apetite, entre outros efeitos deletérios da própria doença e dos tratamentos farmacológicos e radiológicos. Como podemos recorrer à nutrição para atenuar o processo de caquexia?

E como há sempre duas faces numa moeda, trazemos uma abordagem clínica ao tratamento da obesidade: o tão bem-falado jejum intermitente. Será que é uma hipótese para todos? E quais podem ser os seus benefícios a longo prazo? Como pode ser estruturado?

Finalmente, vamos abordar o suporte nutricional na paralisia cerebral. Se queres conhecer as possibilidades de intervenção nesta doença, junta-te a nós!

 

Moderadora: Professor Doutora Marta Silvestre

 Caquexia no Doente Oncológico
Dr.ª Sónia Cabral

Jejum intermitente na obesidade: Uma abordagem clínica
Dr. Miguel Vasques

Suporte Nutricional na Paralesia Cerebral
Dr.ª Ana Araújo

n2sconference.direcao@gmail.com
Associação de Estudantes da NOVA Medical School
Faculdade de Ciências Médicas (AEFCM)
Campo dos Mártires da Pátria, 130
1150-111 Lisboa, Portugal